Benchmarking de peso, acesso a tendências de gestão e muito networking marcaram o encontro que abre a agenda de eventos da INFRA de 2019!

Gestores de operações de várias partes do Brasil prestigiaram o 2º Fórum INFRA de Facilities Management em Shopping Centers & Varejo, em São Paulo

Um olhar exponencial para shoppings e varejo

Nesta terça e quarta-feira (26 e 27 de março), o 2º Fórum INFRA de FM em Shopping Centers & Varejo movimentou a capital paulista ao reunir cerca de 150 profissionais envolvidos com a gestão da infraestrutura e dos serviços desse tipo de instalação.


Conhecer o modelo de operação dos shopping centers em 2025, discutir o novo varejo (em que há a integração dos mundos offline e online), falar de Real Estate e das possibilidades do setor elétrico para este segmento e da importância do gerenciamento de crises nos shoppings foram alguns dos objetivos do encontro, que abre a agenda de eventos da INFRA em 2019.


Confira um resumo com os melhores momentos que preparamos especialmente para você!

Visitas Técnicas

Shopping Pátio Paulista

No dia 26 de março, um grupo com aproximadamente 40 participantes do evento pôde participar de uma visita técnica no Shopping Pátio Paulista, onde o Gerente de Operações Gilberto Brito e a sua equipe apresentaram o back office da operação. Além de visitar as áreas técnicas do empreendimento, foi possível conhecer algumas curiosidades e números inerentes à gestão: o Pátio Paulista conta, por exemplo, com 270 lojas, 625 câmeras de segurança e mais de 350 colaboradores diretos e indiretos; além de descartar mensalmente 170 toneladas de resíduos e consumir 1.000 m3 de água, enquanto anualmente o número médio de lojas reformadas está na ordem de 35 lojas. Mensalmente, o Shopping Pátio Paulista recebe um público de 1,2 milhão de pessoas. Brito apresentou ainda um perfil do cliente consumidor do centro de compras e lazer.

Complexo WTC São Paulo

A programação das visitas técnicas também incluiu conhecer os números robustos da área de Operações do World Trade Center São Paulo. Maior complexo empresarial da América Latina, ele reúne a WTC Tower (moderna torre de escritórios de 25 andares), o sofisticado Sheraton São Paulo WTC Hotel, o WTC Events Center, o WTC Business Club, além do D&D Shopping, maior centro de design e decoração da América Latina. Um grupo formado por 40 gestores de shopping centers de São Paulo e outras cidades do Brasil tiveram a oportunidade de conhecer duas das nove centrais de água gelada do complexo, além da Estação de Tratamento de Esgoto para Produção de Água de Reúso, a Usina, entre outras áreas de utilities que suportam a operação do empreendimento de 172 mil metros quadrados. A condução do passeio técnico foi realizada pelo Diretor de Operações e Engenharia do WTC São Paulo, Carlos Lima, e parte de sua equipe!

Palestras

Um olhar exponencial para Facilities Management

“O FM evoluiu de uma base essencialmente técnica para uma base estratégica. A forma de gerenciar os negócios também está mudando, e as grandes instalações físicas precisam repensar o seu modelo de negócios e adaptá-las aos modelos exponenciais. O mercado de Shopping Centers, por exemplo, está trabalhando nesse sentido: as pessoas compram a mercadoria pela internet e retiram no shopping. O gestor de operações deve estar atento a essas e outras mudanças e pensar o espaço físico e os serviços de maneira a agregar valor a esta nova dinâmica, com o apoio da tecnologia”.

Léa Lobo, 

Diretora de Redação da Revista INFRA e Presidente do Comitê Organizador dos Eventos INFRA

Qual será o modelo de operação dos shopping centers em 2025?

“A gestão predial precisa ser encarada de uma maneira diferente, estar atrelada à gestão imobiliária. O gestor de operações deve atuar próximo do superintendente, e compreender o papel de marketing que ele desempenha dentro do shopping, e que afeta o posicionamento do empreendimento e como os clientes percebem as instalações e o negócio. Outra dica é apostar mais em recursos como luminotécnica e cenografia para ambientação temática para encantar as pessoas”.

Michel Cutait,

especialista em Shopping Center e Varejo e Diretor Geral da Make it Work

Em quê as transformações tecnológicas impactam o real estate e seus reflexos no FM?

“Hoje temos mais de 563 shopping centers no Brasil e 15 inaugurações previstas para esse ano, de acordo com dados da Abrasce. O vetor mais importante para real estate neste segmento é a acessibilidade, ou seja: o tempo confortável de deslocamento para atender às necessidades de compra. Levar em conta as questões de congestionamento e grande fluxo de pessoas é uma ação relevante. A desoconomia de aglomeração faz com que as pessoas deixem de frequentar o estabelecimento”.

Profa. Dra. Eliane Monetti, 

pesquisadora do Núcleo de Real Estate e coordenadora dos cursos de Especialização em Real Estate da Poli/USP

Os dínamos estratégicos e de produtividade do FM em shopping centers - uma visão de longo prazo para implantar agora

"As novas tecnologias e o pensamento disruptivo exercem um papel fundamental quando se fala em ganhos de eficiência operacional em shopping centers e, consequentemente, experiências melhores para os consumidores. A tecnologia pode, por exemplo, rentabilizar espaços antes não comerciais, além de possibilitar mais espaços de convivência, conforto e conveniência. Alguns exemplos são: as vistorias por drones, uso de QR codes e sistemas para eliminar o papel na gestão, serviço de empréstimo de carrinhos para pets e os robôs que interagem com os clientes levando informações".

André Luís Cardoso de Oliveira, 

Gerente de Operações no Shopping Granja Vianna

A importância do Gerenciamento de Crises em Shopping Centers

"É de suma importância ter o foco sempre na prevenção, respeitando as etapas do planejamento inicial (pré, durante e pós-crise). A parte de identificação e antecipação dos riscos, pontos vulneráveis e ameaças é um ponto primordial quando se fala em gestão de crises. Uma das ferramentas de comunicação eficientes é aquela via grupos WhatsApp, compostos pelo Comitê de Crises. É importante a classificação das ocorrências em níveis: mais graves, emergenciais e rotineiras".

Cristiano Castro,

especialista em Segurança e Risco em shopping centers, atualmente Gerente de Segurança Corporativo do Colégio Visconde de Porto Seguro

A relevância do BIM na operação dos empreendimentos de varejo

"BIM (Modelagem de Informação da Construção) é o poder de uma única plataforma. Com ele, é possível reduzir em 33% os erros de um projeto, aumentar em 22% a precisão dos orçamentos e otimizar em 21% o seu entendimento. Também há uma redução comprovada em desperdício de materiais, tempo de execução, custo final e acidentes. Ao integrá-lo ao sistema de gestão e manutenção em FM, o gestor pode aproveitar outros benefícios, como a simplificação dos processos de mudanças na gestão de espaços".

Álvaro Venegas, 

fundador da ENG DTP & Multimídia

Novo Varejo: A sua operação está preparada para a integração dos mundos online e offline?

"Na prática, a relação do novo varejo com a loja precisa ser zero atrito, fácil, inteligente, conveniente e com experiência elevada. Conhecer a jornada do cliente (quando ele está e também quando ele não está com você) é fundamental. A jornada será o eixo que faz a empresa repensar os processos: capturar, processar, analisar e decidir a partir de dados".

 Flávia Pini, 

sócia da HiPartners Capital & Work

As possibilidades do setor elétrico para shopping centers e varejo

"No negócio shopping centers, falar dos benefícios da eficiência energética é alcançar, por exemplo, uma economia de até 40% com ar condicionado, aumentar a disponibilidade dos equipamentos e atender e garantir o conforto térmico, entre outros importantes fatores. Quando o foco é a iluminação, a economia no consumo pode chegar a 70%, com redução ainda dos custos com manutenção, garantia do nível de iluminamento e monitoramento e controle setorizado".

Matheus Amorim,

Diretor Executivo e Diretor Comercial e de Estruturação de Negócios da ENGIE Brasil Serviços de Energia 

Seu estacionamento está configurado legalmente e com boa rentabilidade?

"Mais e mais, os carros têm compartilhado o espaço com apresentações musicais, circos, cinemas ao ar livre, feiras livres, food trucks, festas e até mesmo eventos religiosos, fazendo com que os estacionamentos de shoppings ganhem novas funções. Com liberdade e capacidade de receber, temporariamente, quase todo tipo de iniciativa, talvez possam ir ao encontro com os novos hábitos dos consumidores e clientes, que cada vez mais buscam lazer, entretenimento, conforto e segurança, sendo a compra uma consequência, obrigando os shoppings a buscar novas vocações".

Fadva Ghobar, 

diretora na Ghobar Arquitetura e Planejamento de Garagens

Galeria de Fotos

...

Com a Palavra, os Congressistas

Com a Palavra, os Patrocinadores

"Participar do Fórum INFRA foi uma experiência muito boa. Os nossos empreendedores sempre apostam no sucesso do evento, por isso sempre temos a oportunidade de trazer colegas que compartilham conosco desta experiência e podem acompanhar todo o conteúdo que agrega muito para o nosso dia a dia".

Icelmária Cerqueira

Gerente de Operações do Teresina Administradora de Shopping Centers

"Esse é o segundo Fórum INFRA de Shopping Centers e Varejo que eu participo, e acho interessantíssimo poder comparar com a nossa realidade. Tudo começa em São Paulo e depois migra para os outros estados, então o que aprendemos nesses dois dias de evento podemos adaptar e levar o conhecimento atualizado".

Luciano Moraes Santana

Gerente Operacional do Águas Claras Shopping

"Eu costumo dizer que a área de operações tem que ser parceira, pois o problema que eu enfrento hoje na minha realidade, amanhã pode ser o problema de outra pessoa. Por isso, participar destes dois dias de evento realizado pela INFRA é muito importante, pois proporciona a troca de experiências e ajuda bastante no nosso dia a dia operacional".

Jorge Rosner

Gerente Operacional do Bourbon Shopping São Paulo

"Essa é a primeira vez que eu participo do Fórum promovido pela INFRA e foi uma experiência muito produtiva. Consegui obter vários insights para aplicar na nossa operação em Santa Catarina e vou poder compartilhar com a minha equipe as experiências que obtive tanto nas visitas técnicas como nas palestras".

Bruno Capristano

Gerente Geral de Operações do Jurerê Open Shopping

"Estou apaixonada por tudo o que vi e aprendi durante o Fórum. Primeiro porque pude perceber que estamos bem alinhados com a realidade do mercado, mas principalmente por tudo o que aprendi da parte de inovação e eficiência que ainda não utilizamos, mas que o mercado já está apontando para o futuro, que é agora".

Priscila Kallyta

Analista de Operações Corporativo da Terral Shopping Centers

"Eu participei tanto das visitas técnicas como do Fórum, e achei a recepção do evento excelente, pois houve um cuidado com as pessoas em transmitir realmente o conhecimento deste mercado. Estou voltando com várias ideias, gostei da escolha da INFRA e torço muito para que venham os próximos eventos, pois quero participar sempre que possível".

Tayná Brandão

Gerente de Operações do Shopping Boulevard Feira de Santana

EXPEDIENTE

Facility Manager em Shopping Centers & Varejo

26 e 27 de março de 2019
São Paulo/SP

Realização: INFRA editora & eventos
Produção: Departamento de Conteúdo Digital INFRA
Fotos e Teaser: KOI Films

INFRA editora & eventos

Avenida Jabaquara, 99 – 3º andar – 04045-000 – São Paulo - SP

Telefone: 11 5582-3044

e-mail: congressoinfra@talen.com.br