As últimas tendências para gerenciar ambientes fabris e galpões com mais performance, segurança e sustentabilidade marcaram o primeiro fórum da INFRA voltado para este tipo de instalação

Um novo capítulo para as

indústrias e centros logísticos

Dando sequência ao propósito de segmentar seus eventos para que os gestores possam ter acesso a informações e inovações altamente alinhadas com a sua realidade e desafios, a INFRA realizou nos dias 26 e 27 de junho, em Campinas, o seu 1º Fórum de Facilities Management para Indústrias & Galpões.


O evento teve a presença de mais de 100 profissionais de empresas como Bayer, Audi do Brasil, Samsung, Embraer, Bombril, Prologis Logística, Colgate-Palmolive, Ceva Logistics, Brookfield Properties Brasil, Retha Imóveis, Log Commercial Properties, CBRE, Protege, Univar Brasil, Pitney Bowes, entre outras, e surpreendeu não só pela qualidade de suas visitas técnicas (Bosch e Centro Logístico CBSK Itapevi) mas também pelo networking de peso e pelos cases de sucesso apresentados por palestrantes com larga experiência nos assuntos.


Nesta retrospectiva especial você confere tudo o que de mais importante aconteceu por lá, inclusive os destaques da participação de nossos parceiros Branco Branco Facilities, Gocil, InService Facility, John Richard Locação de Móveis, RL Higiene, Grupo Verzani & Sandrini e Vivante.

Evento

Visitas Técnicas

Bosch, Unidade Campinas

Uma manhã repleta de conteúdo e networking só para FMs na Bosch Brasil, em Campinas! Assim podemos resumir a visita técnica organizada pela INFRA que abriu a programação do 1º Fórum de Facilities Management para Indústrias & Galpões. Nosso grupo pôde conhecer importantes espaços de utilities que suportam a operação fabril da companhia. No roteiro: Sistema de Resfriamento, Sala de Compressores, Central de Resíduos, Estação de Tratamento de Efluente Doméstico, Subestação Principal, Sky Lounge, Central de Bombeiros etc. Confira algumas curiosidades da gestão de FM: 1) A área da planta Bosch Campinas equivale a 80 campos de futebol; 2) São tratados 207 mil m3 de água por ano, utilizados nos processos industriais, descargas e combate a incêndio. Isso equivale ao consumo doméstico de 3.450 pessoas; 3) 77 mil m3 de esgoto são tratados por ano na ETEd (Estação de Tratamento de Efluente Doméstico). Isso equivale à geração doméstica de 1.100 pessoas; 4) Anualmente são enviadas para reciclagem em torno de 2.300 toneladas de resíduos de Coleta Seletiva, o que corresponde à geração de uma cidade de 6.100 habitantes; 5) A Central de Bombeiros, com operação 24x7x365, conta com quase 100 brigadistas. Como você pode ver, foi uma experiência sensacional! Agradecemos Douglas Pacifico e sua equipe pela calorosa recepção.

Condomínio Logístico CBSK Itapevi

O roteiro de visitas técnicas também incluiu o Centro Logístico CBSK Itapevi. Concebido para que as manutenções corretivas sejam as menores possíveis, o empreendimento administrado pela Retha Imóveis é um novo conceito de condomínio industrial logístico no Brasil. Além da iluminação de LED em toda a área comum, outra solução para economizar e evitar desperdício é a estação de tratamento de água (ETA reuso) e esgoto (ETE). O tratamento da água atende às normas ambientais e pode representar até 90% de economia na conta. O destaque vai para o sistema adotado recentemente, que não utiliza nenhum produto químico em seu processo de purificação da água. Os dejetos seguem para a Estação de Tratamento de Efluentes e são tratados por bactérias naturais; a água é devolvida ao rio que corre junto ao condomínio com 98% de pureza. Também conhecemos o sistema MOKED, com cancelas anti-intrusão/extrusão, sistema de bollards, controle de segurança em sala blindada, controle de acesso, concertina e sensores perimetrais, além da tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network), que permite o tráfego de internet, telefonia, vídeo e multimídia no mesmo cabo óptico de alta performance, em todo o imóvel. Outro ponto-alto da visita foi ficar por dentro do sistema EPAMS® de drenagem pluvial em grandes vazões. Com o sistema, o ar é impossibilitado de entrar na tubulação, gerando uma pressão negativa e, consequentemente, um efeito de sucção. Como resultado, permite que a água seja drenada de forma muito mais rápida. Nesse caso, a tubulação funciona à seção plena, o que possibilita a redução dos diâmetros. Uma coluna de queda EPAMS drena uma superfície de telhado até oito vezes maior do que um sistema convencional. Além disso, reduz custos de material, de instalação e de manutenção. Obrigado, Marino Mário da Silva, Kaio Pereira e Thiago Machado, pela oportunidade de conhecer de perto esse empreendimento incrível!

Palestras

Um olhar exponencial para Facilities Management

"Nós acreditamos que a inovação só acontece quando é feita PARA e PELAS PESSOAS. Todo problema ou desafio tem um fator humano e é a partir dele que projetamos novas realidades. Inovação só acontece quando mudamos a nossa maneira de aprender e quando olhamos para as pessoas. Inovar nos negócios é quando construímos ou ofertamos coisas que as pessoas querem. Além disso, não entender a real necessidade das pessoas é a maior ameaça para qualquer projeto. Por fim, lembre-se que o seu site funciona dentro de um sistema. Cuidado com soluções que trazem outros problemas".

Léa Lobo, 

Diretora de Redação da Revista INFRA e Presidente do Comitê Organizador dos Eventos INFRA

Facility Management na Indústria e a normalização da atividade no Brasil

"O objetivo da normalização é o estabelecimento de soluções, por consenso das partes interessadas, para assuntos que têm caráter repetitivo, tornando-se uma ferramenta poderosa na autodisciplina dos agentes ativos dos mercados, ao simplificar os assuntos, e evidenciando ao legislador se é necessária regulamentação específica em matérias não cobertas por normas. Como benefícios, podemos citar: o estabelecimento de uma linguagem comum, a melhoria da comunicação entre as partes interessadas; a intercambiabilidade de experiências profissionais, a segurança, a proteção ao meio ambiente, a eliminação de barreiras técnicas e comerciais, o controle da variedade, a proteção ao produto, a definição clara da demanda e de níveis de serviço, além de homogenizar e facilitar o treinamento, facilitar a disseminação do conhecimento e o desenvolvimento de ferramentas e sistemas".


Moacyr da Graça

Coordenador do MBA/USP de Gerenciamento de Facilidades

O Real Estate e seus reflexos nos Edifícios Industriais & Galpões Logísticos

"Sobre os reflexos do Real Estate nos edifícios industriais e galpões logísticos, temos alguns desafios mas também oportunidades. No Rio de Janeiro, por exemplo, o aumento da violência é um item que tem impactado negativamente esse mercado. Por outro lado, o crescimento do e-commerce e das redes omnichannel deve contribuir positivamente elevando as taxas de ocupação de lançamentos como os novos polos de Queimados e Seropédica, que somados representam 150 mil m2 no mercado. Já em São Paulo, existem 600 mil m² em construção (426 mil m² na Região Metropolitana), a exemplo do Centro Logístico CH35 Cajamar e de dois empreendimentos da Golgi, um na Dutra e outro em Jundiaí. Quando se fala no valor médio praticado para locação, uma prática que vem sendo utilizada pela nossa equipe da Remax e que sugiro aos gestores é pesquisar junto aos contratos já em exercício, pois esses se mostram bem abaixo do divulgado pelas pesquisas de mercado".

Alexandre Roxo,

Real Estate Broker da Remax e CEO da RV Gestão

Experiência, Projetos e Tecnologias que asseguram a manutenibilidade de Plantas Industriais e Galpões

"Entendemos que fazer uma única vez significa menor custo, menor impacto ambiental, menor o prazo. 'Já trocou o azulejo de um banheiro em uso?'. Além do alinhamento às expectativas (utilizando uma matriz técnica detalhada) busque a contratação de TODOS os projetos e consultores, inclusive segurança, comunicação visual, telefonia, paisagismo, cozinha etc. Por exemplo, incluir nos projetos de segurança e comunicação visual os projetos complementares, pois sempre vimos essas disciplinas entrarem quando a obra estava pronta, resultando numa 'reforma' expressiva para adequar um 'prédio pronto'. Outra dica é levar em conta, não só os impactos econômico e operacional, mas também o moral. Tem coisas que o dinheiro não compra, e uma atenção cuidadosa na etapa do projeto da planta industrial incorre em soluções que melhoram a eficiência energética, reduzem os custos com a obra e a manutenção, aumentam a vida útil e melhoram a qualidade do ambiente. E está na dúvida sobre uma especificação? Contrate um especialista!".

Thiago F. Machado , 

Sócio-diretor na TM2 Planejamento e Projeto

Facility & Property Management em Galpões Logísticos

"Se hoje a Administração Predial significa contemplar controle orçamentário, contas a pagar e a receber, relacionamento com o locatário, gestão de insumos e serviços, gestão de contratos e documentação legal, garantir eficiência dos prestadores, gestão dos SLAs, gestão de água e energia, manutenção, regulamento interno, obras e reformas e representar o proprietário junto aos órgãos públicos, a Administração Predial do futuro é a Gestão de Facilities e de Compras, centralização da contratação de terceiros, gestão da liberação de acesso, gestão da manutenção em área privativa, apoio na contratação de frete, contratação de serviços Spot, fornecimento de equipamentos, entre outros".

Ricardo Baracat,

Gerente de Property Management da GLP Brasil

Segurança sistêmica, sem correr riscos desnecessários

"Segundo dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública, em 2018, foram registrados 22 mil roubos de cargas em todo o Brasil. Apesar do crescimento de 8% de investimentos em segurança, os crimes continuam acontecendo. A diferença é que hoje as ameaças alcançam patamares ainda mais elevados: centros logísticos, por exemplo, estão sendo invadidos com o uso de armas de fogo de alto potencial destrutivo, até mesmo granadas. Você conhece os riscos aos quais o seu negócio está exposto? No primeiro círculo de proteção, vale a pena atentar para o nível de criminalidade da região, principais vias de acesso, estrutura de segurança da vizinhança, infraestrutura do perímetro do galpão e portarias. Já no segundo círculo, estão os quesitos entrada e saída de veículos e pedestres, monitoramento de câmeras e rondas. E, por fim, no terceiro círculo de proteção, temos o Centro de Controle de Operação, com seus procedimentos (rotina e emergência) e pessoas (dimensionamento da equipe, perfil do profissional, papéis e responsabilidades, seleção criteriosa e compliance individual)".

Ellen Pompeu,

Diretora da ICTS Security

As possibilidades do Setor Elétrico para Edifícios Industriais e Centros de Logística

"A gestão inteligente de energia elétrica pode reduzir custos e aumentar a produtividade do negócio, bem como a diminuição do impacto ao meio ambiente. Dado o cenário atual do mercado energético, quais são as alternativas para a indústria? Como reduzir os custos com energia elétrica? Como assegurar o suprimento e qualidade no fornecimento de energia? Cinco pontos se destacam quando se fala em soluções: gestão de energia, geração distribuída, eficiência energética, infraestrutura e serviços e mercado livre (responsável por 80% do consumo industrial de energia). O segmentos de Transporte e Bebidas, por exemplo, aumentaram o seu consumo em 20% e 19%, respectivamente. Em todas as vertentes temos colecionados muitos cases de sucesso, como o da Universidade Federal de Santa Marina, onde a instalação de uma usina fotovoltaica com 384 placas solares em 650 m2 cobertos resultaram em 103,6 kWP de capacidade e uma economia mensal de R$ 4,2 mil".

Flávio de Souza,

Diretor Comercial de Soluções Energéticas na CPFL Soluções

A (Re)estruturação do Facility Management numa organização em transformação – Case Bosch, Unidade Campinas

"Nosso departamento de Facility Management abrange a prevenção e combate a emergências, gestão de áreas, layout, fornecimento de utilidades, limpeza e jardinagem, gestão de resíduos, manutenção predial e utilidades, construção e reformas de prédios e utilidades, serviços diversos (conserto de fechadura, pequenos reparos de pintura etc.) e o IWC (Inspiring Working Conditions). Para dar andamento aos processos, aplicamos o Gerenciamento Híbrido de Projetos, que envolve Design Thinking, Scrum e Gerenciamento de Projetos. Em síntese, leva em conta cinco itens: Entrevistas (relação de empatia, identificação de problemas e necessidades), Concepção (agrupamento das necessidades, aplicação de conceitos técnicos, otimização de espaços e ponto ótimo / ganha-ganha), Solução (resultado das entrevistas, perfil da área, projeto 3D personalizado, desenhos técnicos e orçamento), Planejamento e Execução (plano de comunicação, divulgação através do Bosch Connect e contratação de terceiros) e Monitoramento (acompanhamento, FPY e controle de custos)".

Douglas Pacífico,

 Responsável pelo Departamento de Facility Management na unidade matriz da Bosch para América Latina em Campinas/SP

Galeria

Com a Palavra, os Congressistas

"O meu interesse pelo evento foi no sentido de trocar experiências, conhecer melhor o mercado e ampliar a rede de contatos com profissionais que também atuam à frente da gestão de indústrias e galpões logísticos. Tanto o conteúdo das palestras quanto a visita técnica pelo CBSK Itapevi foram de muita qualidade. Gostaria, inclusive, que tivessem mais oportunidades como essas, de conhecer in loco os desafios de gestão e as soluções implementadas pelos empreendimentos. Gostei muito do evento, com certeza participaria em uma próxima edição".

Janielly Freitas

Property Manager na Prologis Logística

"Viemos em busca de mais conhecimento do mercado e networking. Das palestras, as duas últimas (possibilidades do setor elétrico para indústrias e galpões e a reestruturação do FM na Bosch) foram as que mais me agradaram, por mostrarem o futuro do facility management. Posso dizer que senti falta do meu segmento, ou seja, de falar sobre limpeza profissional - um tema ainda pouco discutido no Brasil. Mas de maneira geral, valeu muito a pena estar aqui. Espero voltar".

André Stopiglia

Gerente de Vendas da Nilfisk

"Sou da área de logística e meu interesse no evento foi para conhecer melhor sobre a infraestrutura de galpões. A Univar é uma empresa que está crescendo no Brasil. Realizou recentemente uma fusão que deve levar ao aumento da demanda de galpões. Participar do fórum foi uma experiência positiva para ficar por dentro das tendências e avaliar as necessidades futuras. A visita técnica pelo condomínio CBSK Itapevi valeu muito a pena assim como a programação das palestras. Destaco a apresentação do Ricardo Baracat, da GLP Brasil, que trouxe de maneira clara algumas estratégias para quem deseja economizar em condomínios logísticos. Voltaria em uma próxima edição, com certeza".

João Vieira Neto

Coordenador de Logística da Univar Brasil

"Muito positiva a iniciativa da INFRA em promover um fórum de facilities management para essa área de indústrias e galpões, que é tão carente de eventos deste tipo. Valeu a pena participar por conta da programação, da visita técnica no CBSK (que permitiu um olhar de comparação do que já fazemos e do que podemos otimizar) e da oportunidade de conhecer outros profissionais com desafios e realidade semelhantes. As palestras trouxeram conceitos e dicas que vão ajudar no nosso dia a dia da gestão. Gostei muito das palestras que ressaltaram as partes mais fundamentais de FM. Por incrível que pareça a parte mais básica foi a mais interessante para mim, porque a complexa, do futuro, é algo que a gente já tem no radar. Voltarei, com certeza".

Felipe Marques de Carvalho

Gestor de Operações da Log Commercial Properties

"A área em que eu atuo - proteção contra incêndio - é defasada em termos de bons projetos. E o Facility Management, principalmente em indústrias e galpões, me interessa muito. Acredito que podemos contribuir para melhorar os projetos, conferir mais segurança e reduzir custos e tempo com reprojetos. Aprendi muito aqui no evento sobre o universo de FM, conheci pessoas. A programação também foi de qualidade, principalmente a do Thiago Machado, que trouxe lições importantes sobre experiência, projetos e tecnologias que asseguram a manutenibilidade de plantas industriais e galpões, e do Prof. Moacyr da Graça, que falou sobre a normatização de FM".

Mariana Junqueira

Diretora Técnica da Blue Fire

"A ideia de focar a Gestão de Facilities com o olhar para as indústrias, operações logísticas, plantas industriais é uma iniciativa muito positiva. As palestras foram de muita qualidade. Também participei da visita técnica pela Bosch, uma linda visita. O evento como um todo me inspirou a pensar sobre o que estamos fazendo no dia a dia e como melhorar ainda mais a nossa gestão. Foi uma experiência muito válida".

Gustavo Lopez

Gerente de Utilities e Facilities da Bayer MG

Branco Branco Facilities

"A Branco Branco é uma empresa de 36 anos, fullservice, com capacidade para atender em todo o Brasil diferentes nichos de negócios com os serviços de apoio logístico, limpeza técnica, jardinagem, portaria, serviços gerais, manutenção, copa e recepção. Tradicional no mercado, ela encontrou na inovação através da inteligência e tecnologia um elemento revolucionário de transformação na gestão de serviços e mão de obra, a exemplo, do iBranco (inteligência desenhada para tornar os processos mais eficientes, inclusive personalizando cada detalhe da operação) e o Botton B®, voltado para ações corretivas. Aliás, falar sobre os diferenciais dessas soluções e como elas podem ajudar o gestor a trazer mais performance para as suas instalações foi um dos nossos objetivos aqui no 1º Fórum INFRA de FM para Indústrias e Galpões, um evento que mais uma vez se mostrou de muita qualidade em conteúdo e networking", conta o Gerente de Soluções, Paulo Fontelas.

Gocil

"A participação da Gocil no 1º Fórum INFRA de FM em Indústrias e Galpões foi de extrema importância estratégica, pois desenvolvemos modelos operacionais para segmentos específicos e um desses segmentos é o de indústrias e galpões. O setor está entre os mais importantes para o crescimento da economia, para o desenvolvimento de tecnologias e para a geração de empregos e é preciso um olhar exponencial para a atuação do Facilities Management. Durante o evento pudemos apresentar as nossas soluções para o mercado e acompanhar as tendências, o que permitirá manter o nosso posicionamento de empresa que alia o trabalho humano com processos otimizados e com a mais alta tecnologia", explica Roberta Lima, Diretora de Marketing da Gocil.

Com a Palavra, os Patrocinadores

"Com mais de 40 anos de experiência na prestação de serviços de limpeza e infraestrutura, a InService Facility tem ampliado nos últimos anos a sua oferta de serviços e expansão geográfica, se fazendo presente por meio de bases operacionais nas regiões da Grande São Paulo, Região Metropolitana de Campinas, Jundiaí, Baixada Santista, Noroeste Paulista, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Também tem colaborado com o desenvolvimento do segmento ao buscar constantes inovações, formar profissionais altamente qualificados e agregar fornecedores em seus processos para oferecer a solução que os clientes precisam, envolvendo tecnologias de ponta em equipamentos e materiais. Participar como parceiro do 1º Fórum INFRA para Indústrias e Galpões foi uma ótima oportunidade de reforçar a nossa marca e o nosso propósito junto ao público de instalações industriais e centros logísticos, um mercado igualmente relevante para nós", detalha o Diretor Paulo Peres.

"Apoiar e participar do 1º Fórum INFRA de Facilities Management para Indústrias & Galpões foi enriquecedor. Oportunidade única de aprender com este público tão específico e de trocar experiências, afinal elas nos fazem melhor enquanto pessoas e profissionais. Parabéns pela genialidade de segmentar. Nos permitiu compreender particularidades dos ambientes de trabalho, conhecer necessidades específicas e desafios enfrentados. Na John Richard temos como estratégia estar perto do cliente; no Fórum conversarmos com os Facility Managers de Campinas e região sobre Locação de Móveis e como essa solução pode contribuir para que eles tenham um olhar exponencial para a gestão de seus espaços, a fim de oferecer um padrão de qualidade e identidade corporativa, agregando valor para seus colaboradores e resultados para a empresa!", conta a Coordenadora Executiva de Negócios, Paola Borges.

In Service Facility

John Richard Locação de Móveis

"Participar dos encontros promovidos pela Infra é sempre muito bom! O evento aborda temas de extrema importância para as empresas, profissionais e também para o desenvolvimento e evolução desse mercado de FM. E neste 1º Fórum para Indústrias & Galpões não está sendo diferente. Foi uma ótima oportunidade para estreitar o relacionamento com os nossos clientes e apresentar o nosso portfólio de soluções para potenciais clientes. A Vivante tem como principal característica o investimento constante em inovação, alicerçado sobre um amplo projeto de transformação digital. A empresa conta com profissionais dedicados à pesquisa e desenvolvimento de novas aplicações e processos ligados a tecnologias emergentes – IoT, blockchain, equipamentos rastreáveis, realidade aumentada/virtual – além de parcerias com startups e aceleradoras. De uma maneira geral, o evento rendeu frutos muito bons", conta o Gerente Comercial Jean Marcello Dal Santo.

Vivante

"O tour dos segmentos em parceira com a INFRA chegou em um momento bastante aguardado pela RL: o Fórum de Indústrias e Galpões em Campinas. Aguardado por alguns ótimos motivos, entre os quais o fato de nos sentirmos em casa na região, uma vez que temos uma unidade de negócio operando aqui desde 2017. Também era animador pelas possibilidades de negócios que o setor industrial propicia na região e por estarmos num ambiente espaçoso e agradável, diferente do que estamos acostumados no meio corporativo de São Paulo, o que contribuiu para a troca de ideias e networking. Levamos nosso xodó, a estação para limpeza de mesas SELFCLEANING, que chamou bastante a atenção dos visitantes, mostrando que a tendência do protagonismo dos indivíduos na limpeza chegou para ficar. A programação de palestras demonstrou o usual bom gosto e sintonia da equipe INFRA com o que há de mais relevante no segmento de facility management. Foi uma honra para a RL participar", destaca o Coordenador de Marketing Enrico Vacaro.

“O Grupo Verzani & Sandrini é líder de mercado na região Sudeste, mas queremos expandir ainda mais a nossa atuação no interior de São Paulo. Além de ter um potencial imenso, a região tem demandas específicas por soluções de facilities, segurança patrimonial, engenharia de manutenção, gestão de ativos e serviços especializados na operação técnica na área de energia, produtos que já existem em nosso portfólio e que foram desenvolvidos com exclusividade por nossas equipes de engenharia de tecnologia. Decidimos participar do 1º Fórum Infra de FM em Indústrias e Galpões justamente por isso: para apresentar todo o nosso catálogo a esse público tão selecionado. Importante reiterar que o grande objetivo é sempre oferecer suas soluções de maneira customizada, de forma a compreender exatamente quais são as necessidades de cada cliente para que possamos saná-las com o melhor custo/benefício. Nesse sentido, temos obtido resultados importantes em todo território nacional, o que nos faz crer que podemos crescer e colaborar ainda mais com o sucesso das indústrias da região”, explica o Diretor Comercial Roberto Coletti.

RL Higiene

Grupo Verzani & Sandrini

EXPEDIENTE

Facility Manager em Shopping Centers & Varejo

26 e 27 de junho de 2019
Campinas/SP

Realização: INFRA editora & eventos
Produção: Departamento de Conteúdo Digital INFRA
Fotos: KOI Films

INFRA editora & eventos

Avenida Jabaquara, 99 – 3º andar – 04045-000 – São Paulo - SP

Telefone: 11 5582-3044

e-mail: congressoinfra@talen.com.br